FANDOM


Quotebg.png
"Quando eu andar pela terra novamente, os fieis entre vocês serão recompensados: ficarão acima de todos os outros mortais, para sempre. Enquanto ao resto: os fracos não terão vitoria, os tímidos devem se humilhar, os fortes devem tremer aos meus pés e clamar por perdão.""
―Mehrunes Dagon

Mehrunes Dagon é o Príncipe Daedrico da Ambição e Destruição. Ele também é o principal antagonista em The Elder Scrolls IV: Oblivion.

Plano de Oblivion

O plano de Oblivion de Mehrunes Dagon chama-se Terras-Mortas

História

Sua esfera de influência é; destruição, ambição, revolução e mudança, sendo inimigo de todas as raças mortais, é reconhecido por sua natureza violenta e suas várias tentativas de invadir e conquistar o plano mortal. A razão por trás de todas as suas invasões é a crença de que Nirn originalmente é um plano de Oblivion que pertencia a ele, desde então, ele vem tentando incansavelmente invadir e conquistar os mortais.

A mais famosa invasão de Dagon, de Morrowind foi o ataque a capital Mournhold ao final da Primeira Era. Dagon foi derrotado por Almalexia e Sotha Sil, mas não antes que ele destruísse toda a cidade e devorasse a população. Ele também esteve por trás da destruição de Ald Sotha, onde ele destruiu a Casa Sotha. Durante o Simulacro Imperial, durante 3E 389 a 3E 399, Dagon conspirou contra o mago de batalha traidor de Uriel Septim VII, Jagar Tharn; para aprisionar o Imperador no Plano de Oblivion de Dagon, enquanto Tharn assumiu a aparência do Imperador e governou em seu lugar. Depois, Dagon ajudou Jagar Tharn novamente, dessa vez para atacar o Colégio da Espiral-de-Batalha Imperial.

Eventualmente Dagon tentara invadir Tamriel novamente, ele mandou seus cultistas da Aurora Mítica, assassinarem o Imperador e todos os seus herdeiros, mas um desconhecido, sobreviveu. O herdeiro, os Blades e o Herói de Kvatch derrotaram as forças da Aurora Mítica, até o ataque a Cidade Imperial, onde Dagon foi derrotado pelo próprio Akatosh.

Invasão de Morrowind

NEDlur5

Mehrunes Dagon (em Daggerfall).

Senhor Sotha Sil visitou Porto-Frio, após a cidade de Gilverdale, na província de Valenwood, ter sido destruída pelo Príncipe Daedrico Molag Bal, um dos membros do tribunal, Sotha Sil, convocou e fez um acordo com oito dos mais poderosos Príncipes Daedrico, Dagon entre eles, junto com Azura, Boethiah, Hermaeus Mora, Hircine, Malacath, Molag Bal e Sheogorath. Os termos do acordo eram, que durante o período de guerra entre Morrowind e Cyrodill, nenhum Príncipes Daedrico deveriam aceitar a invocação de nenhum mortal, a menos que foce uma bruxa ou feiticeira. No entanto, um antigo chefe de operações de Vivec conseguiu invocar Dagon incitando a raiva de uma bruxa do Pacto Skeffington em Pedra Alta. A bruxa queria vingança contra o duque de Morrowind, enquanto o chefe de operações só queria que Morrowind sofresse pelo que Vivec fizera à ele. Mehrunes Dagon foi ainda mais além e destruiu Mournhold, a capital de Morrowind, em um dos mais devastadores ataques registrados por historiadores. Embora Mehrunes fora banido de volta à Oblivion, pelo esforço conjunto de Almalexia e Sotha Sil, Mournhold foi completamente destruída e o duque de Morrowind foi morto.

Também em Morrowind, Dagon foi responsável por destruir Ald Sotha, antigo lar da Casa Sotha Dunmer e terra natal de Sotha Sil.

Simulacro Imperial

Durante o Simulacro Imperial, Mehrunes Dagon ajudou Jagar Tharn, e é dito que Molag Bal também ajudou de alguma maneira, mas isso não é comprovado.

Ataque na Espiral-de-Batalha

Bkdae bs mehrunes-dagon

Mehrunes Dagon (em An Elder Scrolls Legend: Battlespire).

Mehrunes Dagon atacou a Espiral-de-Batalha, um território de teste para os magos-de-batalha imperiais. Tharn tinha que destruir os magos-de-batalha para abrir caminho de seu governo de Tamriel no trono de Uriel Septim VII. Mas o Príncipe Daedrico da Destruição tinha um objetivo secreto, ele queria invadir Tamriel. Como o Príncipe e seu exército de Daedra não poderia ir até Nirn diretamente, ele conquistou e usou múltiplas pequenas dimensões e Espiral-de-Batalha, para abrir um portal ao plano mortal. Uma dessas dimensões invadidas foi Perigosa Sombra, um dos reinos do Príncipe Daedrico Nocturnal. Dois tenentes de Nocturnal, Jaciel Morgen e Deyanira Katrece foram severamente prejudicados pela invasão de Mehrunes Dagon.

Apesar da Espiral-de-Batalha ter sido destruída, um aprendiz desconhecido foi capaz de banir Mehrunes Dagon para Oblivion.

Crise de Oblivion

Quotebg.png
"Nós estávamos nos preparando para a vinda do Senhor Dagon por meses, estamos quase prontos, o tempo da limpeza esta quase chegando."
―Agente da Aurora Mítica
The Battle for Castle Kvatch Chapel

Kvatch, logo após o ataque (em Oblivion)

Nos últimos anos da Terceira Era, Mehrunes Dagon formou um aliança com o mago Altmer, Mankar Camoran. Dagon o presenteou com seu livro, Misterium Xarxes, os princípios com que Mankar Camoran usou para fundar a Ordem da Aurora Mítica, um culto daedrico dedicado a erradicar a Linhagem Septim e recriação da era mítica a eles acreditam que Dagon reinará. A maior prova de poder das Forcas Daedrica da Destruição foi durante a Crise de Oblivion, onde Mehrunes Dagon tentou dominar toda Tamriel. Para que as Forças de Dagon invadissem, era necessário que o Imperador e seus herdeiros fossem eliminados. Esta tarefa foi dada a Aurora Mítica, que conseguiu assassinar o Imperador Uriel Septim VII. Esse feito da Aurora Mítica, apagou o Fogo-do-Dragão e permitiu a abertura de Portais de Oblivion em toda Tamriel. O primeiro ataque dos daedra foi na cidade de Kvatch, depois em toda Cyrodiil; concentrando-se nas maiores cidades.

Essa invasão fora frustrada pelos esforços combinados do Herói de Kvatch e o último herdeiro ao trono, Martin Septim. o herói lutou contra as Forças Daedrica da Destruição incessantemente, levando a luta para o próprio Plano de Oblivion.

Shakula0726

Avatar de Akatosh lutando contra Mehrunes Dagon na Cidade Imperial (em Oblivion).

Após uma devastadora derrota na cidade de Bruma, e a perseguição e destruição da Aurora Mítica e seu líder Mankar Camoran, em seu reino de Gaiar Alata, o Daedra iniciou lançou um ataque final na Cidade Imperial.

Na Cidade Imperial, o próprio Mehrunes Dagon entrou na briga para impedir que Martin Septim reacendesse o Fogo-do-Dragão. Mas foi em vão, Martin Septim utilizou o Amuleto dos Reis, invocando e fundido-se com Akatosh; banindo Dagon e todas as suas Forças Daedrica da Destruição.

No entanto, Martin Septim e o Amuleto dos Reis foram consumidos, mas reacendendo o Fogo-do-Dragão e separando os planos de Oblivion e Nirn para sempre.

Aparência e Funções em Tamriel

Quando esta presente no plano mortal, Dagon apareceu na forma de um gigante hominídeo colossal, com quatro braços empunhando diversos tipos de armas, apresenta pele vermelha, olhos amarelos, seis chifres. Dagon também é um dos quatro "pilares" para a Quatro Cantos da Casa dos Problemas, ao lado de Malacath, Sheogorath e Molag Bal, quatro príncipes daedrico que se opunham as decisões do Tribunal, ele é considerado sagrado como um ser que delibera tarefas para testar a vontade de viver de seus candidatos, além de sua perseverança.

Em Skyrim

2121861-tesv shrine

Altar de Mehrunes Dagon (em Skyrim).

Dagon retorna temporariamente em The Elder Scrolls V: Skyrim para a missão Fragmentos do Passado. Após o jogador consegui todas as partes da Navalha de Mehrunes, Silus Vesuius explica que para recompor a Navalha, o próprio Príncipe Daedrico deve ser contatado. O jogador então deve se dirigir ao altar. Chegando no altar, Silus rapidamente cumprimenta o jogador e inicia o ritual para contatar Dagon. Após a primeira tentativa, ele não obtêm respostas; então ele sugere que o jogador tente, e dessa vez Dagon responde, explicando que para recompor a Navalha, o jogador deve "derrubar o último peão no tabuleiro" (Silus), para que torne-se seu campeão e obtenha a Navalha. aceitando ou recusando, o jogador irá ouvir a voz de Dagon e será atacado por dois Dremora.

Artefatos

Muitos artefatos foram atribuídos a Mehrunes Dagon, sendo estes voltados para o mau tanto em função quanto criação. Os principais são:

Misterium Xarxes

O livro sagrado da Aurora Mítica, escrito com navalhas e forjado com fogo, sangue e morte. Escrito pelo Próprio Mehrunes Dagon e dado a Mankar Camoran; seu conteúdo exato é desconhecido, no entanto, contem uma passagem que cita dominação e escravidão que Camoran lia para seus discípulos. Camoran iria então escrever uma coleção de quatro volumes de comentários do Xarxes, esses livros eram guardados e lidos pelos membros de sua ordem e futuros membros eram ordenados a decifrar um código secreto no texto, provando assim que eles estavam comprometidos com a causa de Mehrunes Dagon. Uma vez que descobrissem o código, estariam aptos localizar o altar secreto de Dagon; num evento conhecido como o caminho da aurora. Na Quarta Era, o que sobrou do Misterium Xarxes, foi apenas uma página queimada em posse de Silus Vesuius.

Navalha de Mehrunes

Oblivion MehrunesRazor

Navalha de Mehrunes (em Oblivion).

Outro artefato famoso de Mehrunes Dagon é a Navalha de Mehrunes; um artefato mítico capaz de matar qualquer criatura instantaneamente. Essa arma é muito valiosa e desejada por assassinos. O Herói de Daggerfall foi dito ter sido recompensado por Dagon, após eliminar um Daedra de Gelo problema tico, com a Navalha.

Décadas depois, a navalha foi dita ter sido encontrada pelo Nerevarine, e no altar de Mehrunes Dagon em Yasammindan, então ela foi restaurada a sua antiga glória. A navalha foi dada a Msirae Faythung, que era o antigo campeão de Dagon até ele falhar em uma tarefa desconhecida, tanto a navanha quanto Msirae foram enterrados na Vigia do Desfiladeiro-Separado.

Após a Crise de Oblivion, muitos grupos foram fundados ou formados para combater os Daedra e seus cultistas. um grupo chamado "Os Guardiões da Navalha", encontraram e dividiram-na em três pedaços. Quase duzentos anos depois, Silus Vesuius, encontraria um diário com o paradeiro das partes da navalha e convocaria alguém para recupera-la.

Curiosidades

  • Mesmo demorando muito, é possível derrotar Mehrunes Dagon em Oblivion, ao utilizar feitiços de Refletir Dano ou encantamentos. A Saúde dele é de 1000 e cada um de seus ataques causam 100 de dano ao jogador.
  • Em Comentários da Aurora-Mítica 4, é dito que Mehrunes Dagon foi criado nas entranhas de Lyg pelos Magna Ge, imbuído de esperança.

Galeria

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.