FANDOM


Skyrim, também conhecida como o Reino Antigo, Garganta do Mundo, Pátria e Keizaal, é uma vasta região situada na parte norte de Tamriel. É o lar dos Nórdicos, grandes homens e mulhers que possuem uma grande resistência ao frio, tanto natural, quanto mágico. Skyrim, era originalmente habitada por uma raça de Mer, conhecida por Elfos da Neve, embora após à guerra entre Elfos da Neve e Atmorans, os elfos da neve foram destruídos e os atmorans se estabeleceram na terra. É limitado por Morrowind ao leste, Cyrodill ao sul, Hammerfell ao sudeste, Pedra Alta ao oeste. A ilha de Solstheim fica ao nordeste de Skyrim.

ApariçõesEditar

História Editar

Era Merethic Editar

Expedição para Skyrim Editar

Durante a Era Merética, um lendário líder Atmoran chamado Ysgramor, liderou uma expedição de Atmora para a terra a qual seria conhecida posteriormente como Skyrim. Eles a chamaram primeiramente de Mereth, em reconhecimento a grande quantidade de Mer que viviam ali. Foi a primeira região de Tamriel a ser habitada por Hamanos que migraram das terras de Atmora, no extremo norte, através do Mar de Espíritos. De acordo com a lenda, Ysgramor se estabeleceu primeiro em Cabeça de Hsaarik, no extremo norte da Capa Quebrada. Dizem que ele e seus companheiros estavam fugindo da Guerra Civil em Atmora, que na época tinha uma população considerável. Entretanto, Ysgramor e seus seguidores não eram os primeiros a vir para Tamriel, o continente em que se localizava Skyrim, humanos já aviam ocupado partes de Tamriel, que incluem os proto-Cyrodílicos, ancestrais dos Bretões, os nativos de Hamerfell, e a dizimada população humana de Morrowind. Os nórdicos eram apenas um dos ancestrais do povo Nede, e foram os únicos que falharam em conseguir relacionamentos pacíficos com os Mer, que já haviam ocupado Tamriel. Novas expedições arqueológicas feitas em 3E  datam as primeiras instalações em Hammerfell, Pedra Alta e Cyrodiil entre o ano 800 e 1000 da Era Mética, séculos antes de Ysgramor.

Os Atmorans se instalaram na área que futuramente seria conhecida como um território de Winterhold; eles eventualmente construíram uma cidade na região e a nomearam de Saarthal. Por um longo período, o relacionamento entre os Elfos da Neve e Atmorans era relativamente pacífico.

Noite Das Lágrimas Editar

Noite das Lágrimas foi o nome do saque de Saarthal pelos dos Elfos da Neve. Há inúmeras versões sobre o que aconteceu. Alguns dizem que os elfos perceberam que os Nórdicos, com sua expectativa de vida menor, ciclo reprodutivo acelerado, iriam eventualmente sobrepujar a população de elfos se continuasse assim. Outra teoria, e a mais provável, é que os Nórdicos descobriram o Olho de Magnus embaixo de Saarthal. Relatos imprecisos, dizem que o Olho era seu alvo primário e não a própria cidade, que sequer estava em um ponto estratégico importante, confirmando ainda mais essa teoria. De acordo com a Lenda, apenas Ysgramor e seus dois fihos, Yngol e Ylgar escaparam de volta para Atmora.

O Retorno Editar

Quando Ysgramor e seus dois filhos retornaram para Atmora, eles contaram os eventos que aconteceram em Skyrim, reunindo um exército para retornar à Skyrim e vingar Saarthal. Depois que Ysgramor voltou para Skyrim com seu exército, denominado "Os Quinhentos Companheiros", compunham os heróis da guerra civil de Atmora. No Dia da Passagem Final, os Quinhentos Companheiros deixaram o porto de Jylkurfyk para retornar à Skyrim.

Guerra Atmoran-Falmer Editar

A Guerra Atmoran-Falmer aconteceu durante a Era Merethic, foi uma campanha que de tempo indeterminado. A batalha da vitória Atmoran foi a Batalha de Moesring. Durante a batalha os Atmorans estavam vencendo e parecia que a guerra acabaria ali, até a chegada do Príncipe da Neve. Ao chegar ele liderou seu exército em combate, inspirando as tropas dos Elfos da Neve restentes, até ser morto por uma garotinha. A morte do Príncipe da Neve destruiu a moral e a motivação dos guerreiros Falmers. muitos fugiram, e os que permaneceram no campo de batalha foram aniquilados. Em reconhecimento por sua bravura, o Príncipe da Neve, foi enterrado com honra pelos seus inimigos Nórdicos.

A guerra terminou logo em seguida, e foi sucedida pela purificação dos últimos dos Falmers. Os Quinhentos Companheiros, sem muita resistência, asseguraram a terra e prepararam a fundação para a Dinastia Ysgramor.

Fundação de Whiterun Editar

Após a guerra contra os Elfos da Neve, os Quinhentos Companheiros se separaram para encontrar seus próprios caminhos na terra recém conquistada. A tripulação de Jorrvaskr, Liderada por Jeek do Rio, vagaram por Skyrim até comtemplarem a visão de um misterioso e ainda sim maravilhoso "monumento de um pássaro, em que seus olhos e bicos se abriam em chamas". Esse monumento, que depois seria conhecido como Skyforge, era tão antiga quanto os próprios Falmers. Supostamente seria tão velho quanto Nirn e era "um resquício do esforço dos deuses em criar um paraiso em Mundus antes da queda de Lorkhan". Uma cidade foi construída em volta de Jorrvaskr, e foi chamada de Whiterun, com a área inicial onde hoje é o Estado Whiterun.

Fundação de Windhelm Editar

Ysgramor e seu grupo, viajaram à leste em direção a monte de Yngol. Ao para ali, os olhos de Ysgramor se viraram à sul, onde o rio encontra o mar. Ele decretou que ele e sua tripulação iriam construir uma grande cidade, um monumento a glória da humanidade, então ele olhou o último local de descanso de seu filho e "Suas linhagens conheceriam a paz nesse lar que nunca fora conhecida em Atmora". A cidade foi construída com uma longa pente estendendo-se pelo Rio Branco, com a maior parte da cidade feita em pedra. A cidade seria conhecida como Windhelm, a Cidade dos Reis.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.